Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2022

EXPO VACINA SALVA

Imagem
A AQC-ESP - Associação dos Quadrinhistas e caricaturistas do Estado de São Paulo e Revista Pirralha convocam todos os artistas a participarem da EXPOSIÇÃO VIRTUAL "VACINA SALVA" Envie charge, cartum, tira ou página em Quadrinhos. Queremos, através do humor, fazer as pessoas refletirem sobre a importância da Ciência em nossa sobrevivência e até... fazer rir. É mais uma atividade em homenagem ao Dia do Quadrinho Nacional. Pode ter conteúdo político, social, cotidiano ou o que achar melhor. Só não aceitaremos artes que reforcem preconceito ou negacionismo. As artes precisam ser de página única em 300dpi. Enviar até o dia 06/02/2022 para os emails: trofeuangeloagostini@gmail.com e biradantas2000@yahoo.com.br Os trabalhos serão expostos no Blog, site e redes sociais da AQC e da Revista Pirralha. Nos links: http://aqcsp.blogspot.com , no site https://revistapirralha.com.br / e nas páginas: https://www.facebook.com/aqcsp https://www.facebook.com/RevistaPirralha e https

AQC ENTREVISTA: DANIEL SAKS SOBRE HENFIL

Imagem
Esta série de entrevistas foi uma iniciativa da AQC em apoio ao livro "Sick da Vida", coletânea de entrevistas do cartunista Henfil organizadas pelo quadrinhista, jornalista, escritor e biógrafo Gonçalo Silva Junior. O livro foi lançado com sucesso na plataforma Catarse pela Editora Noir, recebeu 235 apoios e ultrapassou a meta para publicação em quase 50%, atingindo 147% e comprovando que as ideias do cartunista Henfil propagadas em suas entrevistas continuam sendo atuais e esclarecedoras. A AQC se sente orgulhosa em ter apoiado uma iniciativa tão incrível e necessária. https://www.catarse.me/henfil 1. Como você conheceu o trabalho do Henfil? Lembra da ocasião (onde, quem apresentou e qual era a revista ou jornal)? Lembro claramente da primeira vez que ouvi falar do Henfil. Infelizmente foi no Jornal Hoje na televisão quando noticiaram sua morte. Quatro coisas me chamaram a atenção particularmente: 1. Eu estava com quase treze anos de idade, já lia quadrinhos há pelo m

AQC ENTREVISTA: BETH LORENZOTTI SOBRE HENFIL

Imagem
Esta série de entrevistas foi uma iniciativa da AQC em apoio ao livro "Sick da Vida", coletânea de entrevistas do cartunista Henfil organizadas pelo quadrinhista, jornalista, escritor e biógrafo Gonçalo Silva Junior. O livro foi lançado na plataforma Catarse pela Editora Noir, recebeu 235 apoios e ultrapassou a meta para publicação em quase 50%, atingindo 147% e comprovando que as ideias do cartunista Henfil propagadas em suas entrevistas continuam sendo atuais e esclarecedoras. A AQC se sente orgulhosa de ter apoiado uma iniciativa tão incrível e necessária. https://www.catarse.me/henfil Você pode ter mais informações sobre como adquirir o livro através do site https://editoranoir.com/ ou da página do Facebook: https://www.facebook.com/editoranoir/ 1-Como você conheceu o trabalho do Henfil? Foi no Pasquim, durante a ditadura. O jornal alternativo que todos líamos e nos lavava a alma, e ainda era super engraçado. 2- Qual foi o impacto inicial? Eu gostei logo

AQC ENTREVISTA: DESENHOS DO NANDO SOBRE HENFIL

Imagem
Esta série de entrevistas foi uma iniciativa da AQC em apoio ao livro "Sick da Vida", coletânea de entrevistas do cartunista Henfil organizadas pelo quadrinhista, jornalista, escritor e biógrafo Gonçalo Silva Junior. O livro foi lançado na plataforma Catarse pela Editora Noir, recebeu mais de 230 apoios e ultrapassou a meta para publicação em 44%, comprovando que as ideias do cartunista Henfil propagadas em suas entrevistas continuam sendo atuais e esclarecedoras. A AQC se sente orgulhosa de ter apoiado uma iniciativa tão incrível e necessária. https://www.catarse.me/henfil Você pode ter mais informações sobre como adquirir o livro através do site https://editoranoir.com/ ou da página do Facebook: https://www.facebook.com/editoranoir/ 1. Como você conheceu o trabalho do Henfil? Conheci por volta dos meus oito ou nove anos, em 1988 ou 89. Meu pai tinha uma namorada viciada em quadrinhos políticos e tinha uma coleção seleta. Foi quando conheci Quino, Laerte, Angeli e o

AQC ENTREVISTA: BRUM

Imagem
Esta série de entrevistas é uma iniciativa da AQC em apoio ao livro "Sick da Vida", coletânea de entrevistas do cartunista Henfil organizadas pelo quadrinhista, jornalista, escritor e biógrafo Gonçalo Silva Junior. O livro foi lançado na plataforma Catarse pela Editora Noir. Por isso, pedimos que você apoie, compartilhe e comente. https://www.catarse.me/henfil 1. Como você conheceu o trabalho do Henfil? Desde que me entendo por gente admiro cartuns, então, provavelmente já havia visto coisas do Henfil só que não tinha a menor ideia de quem era. Era mais um no meio de tantos “desenhos divertidos” que eu ficava admirando. Eu não entendia o que me atraia nesse tipo de desenho, nem tinha maturidade para entender nada. Eu era muito novo. Tinha uns 11 anos quando ele faleceu. Daí quando que tinha uns 16 ou 17 anos, um amigo mais velho, Vital Filho, me presenteou com sua coleção do Fradim. Devo ter devorado a coleção umas duas ou três vezes seguidas, maravilhado com aquele tra

AQC ENTREVISTA: ADRIANO DIOGO SOBRE HENFIL

Imagem
Esta série de entrevistas é uma iniciativa da AQC em apoio ao livro "Sick da Vida", coletânea de entrevistas do cartunista Henfil organizadas pelo quadrinhista, jornalista, escritor e biógrafo Gonçalo Silva Jr. O livro foi lançado na plataforma Catarse pela Editora Noir. Por isso, pedimos que você apoie, compartilhe e comente. https://www.catarse.me/henfil 1. Como você conheceu o trabalho do Henfil? Eu comecei a ter contato com o trabalho do Henfil nas primeiras edições do jornal O Pasquim. Entrei na USP em 1969, não lembro direito quando o Pasquim foi fundado, só sei que era distribuído nos centros acadêmicos da USP quase escondido, como se fosse um panfleto proibido com aquela diagramação... e aí comecei a conhecer o Henfil. Na realidade conheci o Henfil, o Jaguar, o Ziraldo era um pouco mais conhecido; mais as coisas do Ziraldo, do Zélio e da Ciça. Tinha o Fradão e o Fradinho (Comprido e Baixim), então aqueles personagens do Henfil. Já começava a falar da ditadura, i

AQC ENTREVISTA: JUNIÃO SOBRE HENFIL

Imagem
Esta série de entrevistas é uma iniciativa da AQC em apoio ao livro "Sick da Vida", coletânea de entrevistas do cartunista Henfil organizadas pelo quadrinhista, jornalista, escritor e biógrafo Gonçalo Silva Jr. O livro foi lançado na plataforma Catarse pela Editora Noir. Por isso, pedimos que você apoie, compartilhe e comente. https://www.catarse.me/henfil 1. Como você conheceu o trabalho do Henfil? O trabalho do Henfil eu conheci há muito tempo atrás, não existiu um marco. Minha família sempre foi muito esclarecida, desde a época da minha bisavó, minha mãe frequentava Universidade, trabalhava na Unicamp... então leitura de jornal, livro e essas conversas sobre ditadura militar, repressão, sempre foram muito frequentes dentro de casa. Eu sempre gostei muito de cartum e charge, né? E como disse no comço, sempre teve jornal em casa. E uma vez, não sei se por um comentário de alguém, mas chegou um trabalho do Henfil na minha mão. Não lembro se era O Pasquim, só lembro que

AQC ENTREVISTA: CAROL COSPE FOGO SOBRE HENFIL

Imagem
Esta série de entrevistas é uma iniciativa da AQC em apoio ao livro "Sick da Vida", coletânea de entrevistas do cartunista Henfil organizadas pelo quadrinhista, jornalista, escritor e biógrafo Gonçalo Silva Jr. O livro foi lançado na plataforma Catarse pela Editora Noir. Por isso, pedimos que você apoie, compartilhe e comente. https://www.catarse.me/henfil 1. Como você conheceu o trabalho do Henfil? Minha primeira lembrança do trabalho do Henfil vem de uma fachada de escola em Belo Horizonte que tinha seu nome. Eu ainda criança olhei aquele desenho e imediatamente me apaixonei. Era forte e intrigante pra mim. 2. Qual foi o impacto inicial? Era incrível ver o quão solto o traço parecia. Quase despretensioso. Forte! 3. O que chamou mais atenção o humor escrito, as gags visuais ou o traço? O traço e o “papo reto”, como dizem. Certeiro e objetivo. 4. Seu trabalho teve influência direta? Se teve, em que sentido? Teve e tem influência. Quando vejo colegas falando