10 de set de 2012

TARDES DE PAPOS&HQS NA BIBLIOTECA, EM CAMPINAS

Na próxima sexta-feira, dia 14/09, tem bate-papo sobre Histórias em Quadrinhos na inauguração do acervo de HQs da Biblioteca Municipal de Campinas. Participam nomes das HQs nacionais (e internacionais!) Batata (Zine Miséria) Bira Dantas, Eduardo Ferigato (The Phantom), Mario Cau (Petisco), Miguel Tuca e Paulo Ramos (Blog dos Quadrinhos)! O papo começa às 14h30, e vai até as 17h, na Biblioteca Municipal de Campinas “Professor Ernesto Manoel Zink”; Avenida Benjamin Constant, 1633. Ao lado da Prefeitura de Campinas e do MACC – Museu de Arte Contemporânea de Campinas. Para informações, o telefone é 19 2116-0423. Não percam essa oportunidade de conhecer mais sobre HQs e profissionais dessa área em Campinas.
Blogs Mario Cau http://petisco.org/terapia/2012/09/tarde-de-papos-e-hqs-em-campinas/#.UE5h85j-ip0 http://mariocau.blogspot.com.br/2012/09/tarde-de-papos-e-hqs-na-biblioteca.html Blog Batata Sem Umbigo http://batatasemumbigo.blogspot.com.br/2012/09/tarde-de-papos-e-hqs-na-biblioteca-14.html
EXPO BRASIL DO BEM EM PIRACICABA Fotos enviadas pelo cartunista piracicabano Caldari. "E ai, bira, como estão as coisas... Tem uns traços seus numa paralela aqui em pira. Taí." http://www.salaodehumor.piracicaba.sp.gov.br http://salaodehumor.blogspot.com
SALÃO DE PIRA NO SITE SIGLO 21 "Hola a Todos Esta semana continuamos con el Salón de Piracicaba, Brasil, con la segunda parte del reportaje, en Siglo 21, semanario latino editado en Boston, USA. Gracias por la atención prestada. Atentamente Francisco Puñal Suárez" http://siglo21.com/cultura-3/marco-digital-salon-de-piracicaba-ii/
MAXX NA CATARSE "Estou aqui para falar sobre meu novo projeto. E você pode tê-lo em mãos em exclusividade por apenas 30 reais! Se preferir, assista o video: http://catarse.me/pt/projects/860-happy-slap
Sobre o projeto em 5 parágrafos: 1- Happy slap!: crônicas anacrônicas de Maxx Figueiredo. Aparentemente seria apenas uma compilação de histórias em quadrinhos de Maxx, como pode ser feito com a obra de qualquer artista. Contudo, Happy Slap! traz uma unidade que per passa vários momentos, várias formas expressivas desse artista, em si mesmo múltiplo e complexo. 2 - Maxx percorre com maturidade o universo das histórias em quadrinhos sejam elas longas ou curtas, passando pela linguagem sintética das tiras. Mas também envereda pela charge, pela escultura, pela animação, por cenografia, por qualquer expressão das artes gráficas. Seu trabalho, além de múltiplo, rompe fronteiras, tendo trabalhos na Inglaterra, na Espanha e em Portugal. Também no Brasil Maxx já publicou em inúmeras revistas com as mais diversas linhas editoriais, como a Caros Amigos, Viver Psicologia, Sexy, Exame, Vip, Men’s Health, Heavy Metal, entre outras. No campo das revistas em quadrinhos, Maxx já nos havia dado mostra de sua competência com a edição de Betty Grupy, lançada na série Graphic Talents pela editora Escala em 2000. Era uma revista para um público juvenil onde se percebia sua desenvoltura ao tratar do tema e a segurança de seu desenho no estilo cartunístico. 3 - Em Happy slap! nós temos uma representação mais densa da obra de Maxx, mais reflexiva e crítica, chegando ao limite da experimentação gráfica e da ousadia textual. Na HQ que abre o álbum, “O amor”, por exemplo, Maxx trabalha ao mesmo tempo com o traço caricatural, a pintura, a fotografia, a escultura, meios tons e chapados, tudo guiado por um texto poético lúcido e coerente. 4 - Outras histórias em quadrinhos apresentadas no álbum corroboram a visão crítica do autor enfocando questões sociais e dramas pessoais num universo urbano claustrofóbico e, ainda assim, fascinante e bem humorado. A HQ “A busca do absoluto” serve de síntese desse fragmento da obra de Maxx, revelando o quanto os quadrinhos podem ser expressivos como linguagem gráfica e textual. Neste link você pode ver uma das histórias que estarão no livro: 5 - Todo este trabalho foi feito com a mão direita do artista. Hoje, após um acidente de moto, ele usa a mão esquerda e está treinando para poder voltar a desenhar como antes. Este livro terá apenas 1000 cópias e não será novamente reeditado. Colocando fim a uma fase do artista." Obrigado