10 de jan de 2012

Combate entre índios e portugueses em MT vira revista em quadrinhos


"Artistas fizeram pesquisa histórica e produziram revista de ficção.
Índios Paiaguá e portugueses se enfrentaram no século 18 em MT.
Do G1 MT
http://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/2012/01/combate-entre-indios-e-portugueses-em-mt-vira-revista-em-quadrinhos.html

Revista conta história do confronto entre índios e colonizadores portugueses.
A história de guerra entre colonizadores portugueses e índios mato-grossenses se transformou em uma HQ - revista em quadrinhos - produzida por dois artistas de Cuiabá. Augusto Figliaggi e Elaine Gonçalves desenvolveram uma história de ficção baseada nas batalhas de colonização ocorrida no século 18 no estado. "Paiaguá - donos do rio" começou a ser produzida no ano passado, foi desenhada e projetada em junho deste ano e finalizada no mês passado.
"Elaine é descendente de índios Guarani. É pesquisadora e sempre gostou da ideia de fazer um trabalho relacionado a essas histórias do povo indígena em Mato Grosso", explicou Augusto. No ano passado, os dois se inscreveram em um projeto federal de incentivo a artistas da região da Amazônia Legal para criar trabalhos culturais em diversas modalidades. Figliaggi diz que a revista em quadrinhos possui uma história de ficção, baseada na história de portugueses e índios do século 18 em Mato Grosso.

Figliaggi e Elaine se inseriram na história. "O gibi começa com uma discussão entre nós dois, justamente para mostrar como foi produzir esse trabalho", disse. Elaine cuidou da parte histórica baseada em documentos e do roteiro e Augusto desenvolveu os desenhos e arte da revista.

História
Dentro da história mato-grossense, os índios sempre foram os habitantes originais do território, divididos em diversas etnias. Por volta do século 18, a partir do ano de 1718, os expedicionários começaram a povoar as minas de Mato Grosso. Isso provocou um impacto na vida dos indígenas.
Os colonizadores classificavam os índios como mansos e selvagens, ou seja, aqueles que eram facilmente dominados e os que resistiam à abordagem dos viajantes. Com esse avanço territorial, os índios Paiaguá e Guaicuru entraram em confronto com os colonizadores nos rios do estado, principalmente o Paraguai.
Os índios começaram a atacar as monções - expedições fluviais entre São Paulo e Cuiabá. Os da etnia Paiaguá eram conhecidos como hábeis canoeiros, por terem agilidade e facilidade em fazer ataques surpresas às monções, virando as canoas de cabeça para baixo.
Na época, o rei de Portugal, Dom João V, decretou a ‘Guerra Justa’ contra os indígenas no Brasil. A coroa entendia que os índios eram um problema para o avanço territorial e deu início a um extermínio da etnia Paiaguá.
‘’Não existe certo ou errado entre os portugueses e os indígenas. No entanto, muitas vezes os livros de história que aprendemos na escola mostram os índios como bárbaros e vilões’’, completou Augusto.
Revista em quadrinho será vendida em livrarias de
Cuiabá e São Paulo.
Na revista de 76 páginas, um único índio sobrevivente desse massacre Paiaguá, chamado Ana Pichaguá, foi trazido para Cuiabá por monçoeiros - aqueles colonizadores das monções. "A batalha aqui não teve nome específico. Não temos o número certo, mas mais de 600 índios Paiaguá foram mortos nessa história toda da colonização. Dizimaram uma aldeia inteira", explica o desenhista.
Além de contar a história de uma forma diferente, os artistas querem mostrar que a capital e o estado possuem um mercado cultural forte, principalmente para desenhistas, músicos e atores.
Inicialmente a HQ será distribuída de forma independente e comercializada este ano em livrarias de Cuiabá e no interior de São Paulo."