16 de set de 2011

É HOJE: 23° TROFÉU HQMIX EM SAMPA!


19:30
Teatro do SESC Pompeia
Rua Clélia n°93
Lapa – São Paulo/SP

Entrada gratuita
(retirar convite na portaria uma hora antes do evento)

Organizacao:
ACB- Associação dos Cartunistas do Brasil
IMAG- Instituto do Memorial de Artes Gráficas do Brasil

HOMENAGEM AO CARTUNISTA GLAUCO
A cada ano a estatueta do troféu é modificada homenageando um grande personagem dos quadrinhos e humor gráfico brasileiro. Nesse ano o artista plástico Olintho Tahara esculpiu o personagem GERALDÃO do cartunista Glauco que faleceu prematuramente em março do ano passado. A Folha de São Paulo, onde Glauco publicava suas tiras e charges, reimprimiu o encarte “Gibi do Glauco” para distribuir gratuitamente para quem for ao evento.
Nesse ano haverá ainda outras novidades: também será distribuído o jornal HQMIX com informações sobre os premiados e homenageados. E uma coleção de 20 cards de desenhistas brasileiros ao estilo dos cards de basquete americanos. A idéia é iniciar uma coleção que será acrescida de mais 20 nomes a cada edição anual do HQMIX. A distribuição será apenas no local para quem assistir ao evento por ter uma quantidade finita.
A revista BRASILEIROS transmitirá ao vivo em seu site
http://www.revistabrasileiros.com.br
O documentário “Angelí 24 Horas”, da diretora carioca Beth Formaggini, será exibido às 19h30 no auditório do SESC Pompéia. Logo depois sobem ao palco os cerca de 44 agraciados com o “Geraldão” para os destaques de 2010.
Outra presença importante é da cartunista Ana Von Rebeur, presidente da FECO –Argentina. A FECO é a Federação Internacional de Cartunistas que luta pelos direitos e divulgação dos artistas do traço no mundo. Na ocasião será fundada a FECO – Brasil com a Dra. Sonia Bibe Luyten como presidente. Um acordo Brasil, argentina, Uruguai e Paraguai está a caminho por essa iniciativa.

BLOG EM HOMENAGEM A JIMMY SCOTT
http://www.artedejimmyscott.blogspot.com

(Bira Dantas)
No inicio da decada de 80, quando resolvi me dedicar a carreira de chargista, debrucei-me sobre jornais alternativos como Opiniao, Movimento, Versus e claro, Pasquim. A linguagem da charge, cartum e caricatura pulava aos olhos. Alem destes, Folha de S.Paulo, Estado SP, Gazeta Mercantil, DCI, O Globo e JB chamavam a atencao por trazerem trabalhos de Henfil, Ziraldo, Jaguar, Millor, Nani, Fortuna, Laerte, Conceicao Cahu, Jal, Novaes, Jota, Angeli, Paulo e Chico Caruso e tantos outros. Em O Globo, um me chamava atencao: Jimmy Scott. Alem da bela arte-final em bico de pena, com hachurado de mestre, um detalhe importante: o cenario de suas charges nao era genérico, um apinhado de prédios para mostrar o centro de uma cidade, o congresso para mostrar Brasilia... Jimmy Scott desenhava a Candelaria, a rua do Comercio, a avenida Presidente Vargas, o Bar Amarelinho, o Palacio do Catete e assim, ia retratando a cidade em suas charges que sempre traziam uma legenda com o local retratado nelas. Eu pensava que Jimmy Scott era inglês ou norte-americano, mas a duvida era: como ele retratava tao bem a cidade do Rio de Janeiro?
Elementar, meu caro Watson. Ele nao era nem um, nem outro. Era chileno. E morava no Brasil.
Roberto da Matta escreveu "O que faz o brasil, Brasil?", e faz com que nos reconheçamos como brasileiros nos mínimos e mais variados gestos. O livro foi ilustrado por Jimmy Scott, este chileno que trabalha com ilustrações desde 1958 e, no Brasil, colaborou no jornal O Globo, editoras e publicidade, segundo a pequena biografia no final do livro.
Ilustrou os livros "O avesso das coisas, aforismos" e "Caminhos de João Brandão" de Carlos Drummond de Andrade (Ed. Record), "O tesouro de Tico" de Walter Cunto, "Tajá e sua gente" de José J. Veiga, entre outros.
Segundo o grande caricaturista carioca Nei Lima, Jimmy Scott chegou ao Rio em 1977 e voltou ao Chile em 87. A exemplo de vários blogs de homenagens (como o do Jayme Cortez e Negreiros), foi uma grata surpresa ver este criado por Nei Lima que admira muito o seu traço solto.
http://www.artedejimmyscott.blogspot.com
Alem do Blog brasileiro, podemos acompanhar seu trabalho no Jornal El Mercurio aqui:
http://blogs.elmercurio.com/jimmyscott

JIMMY BIO
http://www.artistasplasticoschilenos.cl/biografia.aspx?itmid=957
http://elblogazodelcomic.blogspot.com/2008/02/jimmy-scott-dibujante-de-el-mercurio_07.html

LIVROS
Romildo Sant'anna escreve:
http://www.triplov.org/romildo/trans_brasil.html
"O desenhista Jimmy Scott, que é chileno, com nome gringo, e brasileiro pra chuchu, produziu instigante ilustração para o livro “O que faz o Brasil, Brasil?” de DaMatta. Vê-se um carro parado ao lado de uma placa de estacionamento proibido. Na situação, um majestoso triângulo humano, ocasionalmente afro-descendente: o guarda de trânsito vai aplicar a multa, mas o chofer, indignado, aponta a barriga gestante de sua mulher. Diante de tão perturbadora e implícita alegação, o bom policial, apurado, confabula com a caneta enfiada na boca, a matutar: “É proibido, claro, mas a madama está grávida! Que é que eu faço, Deus meu?”."
Veja suas ilustracoes aqui:
http://pt.scribd.com/doc/6374091/O-que-faz-o-brasill-Brasil-Roberto-Damatta

VIDEO
http://www.youtube.com/watch?v=PKPzs9n6hfE
El diario El Mercurio de Santiago es uno de los periodicos mas importantes de Chile.Hace mas de 18 años el dibujante Jimmy Scott labora en él. Su trayectoria, desarrollo y trabajo lo explica en una entrevista exclusiva con el periodista Jaime Huerta (Galo).
http://www.videoreportajes.cl

EXPO
Em 2008, fez parte em Brasilia da Expo "20 anos da Constituição" de Charges, caricaturas e ilustrações publicadas em vários jornais e revistas nacionais, durante o período de elaboração da Constituição - fevereiro de 1987 a outubro de 1988 -, compõem a exposição Salão de Humor da Constituinte. A mostra resgata os debates e as disputas no Congresso, bem como alegrias e frustrações reveladas pela sociedade brasileira, que acompanhava o trabalho de redação da nova Constituição.
http://www.inacio.com.br/interna.php?acao=comunicacao/noticias&date=05112008&id=18156&t=Exposicoes:+20+anos+da+Constituicao.html
Montada no hall entre as Alas Teotonio Vilela e Tancredo Neves, a mostra, que pode ser visitada até o próximo dia 19, apresenta 40 painéis com reproduções de trabalhos dos artistas Chico Caruso, Henfil, Jimmy Scott, Luiz Miguel Paiva, Paulo Caruso, Elisabeth, Ique, Rocha, Glauco, Goldman, Gougon, Hilde, Kacio, Lan, Lopes, M. Guilherme, Oscar e Spacca.
Durante a cerimônia, após receber do artista Kacio - um dos cartunistas que compareceram à abertura da exposição -, charges elaboradas especialmente para a comemoração dos 20 anos da Constituição, Garibaldi agradeceu o trabalho dos cartunistas e também o do ilustrador Gaetano Ré, que é servidor do Senado."