30 de set de 2011

O ESTADO DE GRAÇA, SEÇÃO DE HUMOR DO JORNAL O ESTADO DE SÃO PAULO






(Joao Antonio Buhrer)
"O jornal O Estado de São Paulo sempre foi mais sério, nem mesmo suplemento diário de cultura tinha, o Caderno 2 data da década de 1980. Tinha evidentemente o suplemento literário, de renome, isto vinha de décadas, desde os anos 1950. Depois do suplemento HUMOR, que não durou tanto, houve o O ESTADO DE GRAÇA. Uma página , a cargo se não me engano do staff da revista BUNDAS. O próprio titulo " O Estado de Graça", tem jeito de ser criação de Ziraldo. Muito bem bolado. Posso estar enganado, mas arrisco a dizer. Como estes "arquivos incríveis" foram feitos por mim para descobrir coisas, mais pergunto que afirmo, não tenho problemas em arriscar palpites. Fiquem então com esta seção , que também não durou muito.
os "Arquivos incríveis de João Antonio" que são todos de graça, aqui pela mágica da internet ninguém paga nada."
Basta enviar e-mail e pedir:
jabuhrer.almeida@gmail.com

HISTÓRIAS DE RIR E SENTIR DE PEDRO BLOCH ILUSTRADO PELO VERDE ZIRALDO



"Pedro Bloch tem uma série de livros em que compila o que as crianças diziam no seu consultório médico ou no dia da vida. Anotava tudo e isto virava livro. Um deles é este aqui , ilustrado pelo "verde" Ziraldo, no início dos anos 1960. O desenho dele só explodiria em cor e traço na segunda metade dos anos 60, em minha opinião. E de lá pra cá seu desenho é impar, reconhecido a kms de distancia."
(Os arquivos incríves de João Antonio Pinto)

EROTISMO POR ÁLVARUS


"O caricaturista ÁLVARUS (Álvaro Cotrim), foi dos mais festejados caricaturistas do Brasil. Foi daquela geração intermediária, entre J.CARLOS e os modernos JAGUAR , FORTUNA e ZIRALDO. Na década de 1950 ele já achava que seu traço tinha envelhicido, no que não concordo. Deixou de desenhar e foi publicar ensaios sobre artes gráficas e caricatura, coisa que já vinha fazendo desde o começo dos anos 40 , na revista Vamos Ler. Intensificou estes artigos , para O Cruzeiro, Manchete, Jornal do Brasil, Fairplay e Ele & Ela. Enfeixei neste emaisl alguns ensaios sobre erotismo, para a revista Ele & Ela, na década 1970. O texto dele era elegante porem meio passadista, cheio de adjetivações. A despeito disto é cheio de informações, que é o que mais interessa no caso. Principalmente sobre os artistas e detalhes das obras gráficas. E muito melhor ainda era seu acervo, biblioteca que chegou a reunir parte substancial do que se publicou na caricatura mundial. Pelo que soube sua biblioteca dispersou-se, foi vendida a colecionadores. Um crime cultural pois ela devia ter sido preservada na sua integridade pois não havia nada no genero no Brasil, talvez até no mundo. Isto não sei dizer, mas no Brasil era sem dúvidas. A revista tratava seus textos com muito carinho, dava a eles status de artigo especial. Eram publicados fora de paginação da revista, com destaque especial. E era mesmo. Reuni quase tudo que ele publicou por aí, o que daria um bele livro. Quem sabe algum editor não resolva me procurar preu emprestar isto? Tomara."
(os arquivos incríveis de joão antonio cotrim)

Mais "arquivos incríveis" na Web:
http://www.bigorna.net/index.php?secao=arquivosincriveis
http://guisalla.wordpress.com/2009/07/01/incriveis-arquivos-joao-antonio-buhrer-almeida-o-coletor/