3 de set de 2011

Exposição "Campinas em Cartuns" no Centro de Convenções IBE-FGV






(Bira Dantas)
Essa exposição só foi possível graças ao empenho do Ricardo Quintana -e Escola de Arte Pandora- que idealizou, montou, bancou, tratou imagens digitalmente e fez a expo acontecer.
Quero agradecer a amizade do Ricardo que realmente fez com que esses meus cartuns saíssem das páginas do Meu Jornal Campinas e das páginas da internet e ganhasse a cidade de Campinas, passando pelo CIS Guanabara (Festival do Café), Shopping Campinas, Centro Cultural da Lagoa do Taquaral e agora, FGV.
Valeu, Ricardão, sem você nada disso teria sido possível!

BLOG DA PANDORA
(Camila)
http://www.pandora.art.br/blog/2011/08/exposicao-campinas-em-cartuns-no-centro-de-convencoes-ibe/
"A exposição Campinas em Cartuns, que foi um sucesso em 2010 está de volta a partir de amanhã (01/09), desta vez, no Centro de Convenções IBE.
Os cartuns foram desenhados por ninguém menos que Bira Dantas e começaram a partir de uma sugestão do jornalista João Antonio Buher, que como pesquisador da história da caricatura percebeu que os cartunistas não desenhavam a cidade de Campinas. Então, Bira agarrou a ideia e foi o pioneiro a desenhar as ruas da cidade, passando pelo bairro do Cambuí, do Centro, pelos Estádios Moises Lucareli e Brinco de Ouro, entre outros lugares populares de Campinas."

A exposição fica no IBE até 15 de setembro, das 08h às 18h e é aberta ao público.
Rua José Paulino , 1.369 - Centro Campinas - SP

ZIRALDO HOSTILIZADO NA BIENAL DO RIO
Escritor se envolveu em discussão com estudantes que protestavam.
http://g1.globo.com/bienal-do-livro/rio/2011/noticia/2011/09/me-senti-hostilizado-diz-ziraldo-sobre-confusao-na-bienal-do-livro.html
Ziraldo participou da cerimônia de abertura da feira, com Dilma Rousseff.
(Carla Meneghini)
Do G1 RJ
"Poucas horas após se envolver em uma confusão com estudantes que faziam protesto na Bienal do Livro, na tarde desta quinta-feira (1º), o escritor Ziraldo falou ao G1 sobre o ocorrido. Segundo manifestantes, o autor teria se exaltado e xingado participantes do movimento depois que foi cercado e criticado por jovens que protestavam.
“Me senti hostilizado”, diz Ziraldo. “Eu sou um escritor, fui levar um presente para a presidente Dilma, estava no meu direito”, conta o autor, que no momento da confusão entrava na cerimônia de abertura do evento, com a presença da presidente.
“Quando tentei entrar no auditório, um menino me disse: ‘não entra’. E me cercaram. Eu disse a eles que poderia até ser o mensageiro deles, poderia levar uma mensagem à presidente, mas eles gritavam, não queriam conversa, queriam exercer poder.”
Em seguida, o autor do “Menino maluquinho” teria reagido. “Um deles começou a me ofender, e eu disse a ele: ‘deixa de ser babaca, rapaz’. E ele continuou, disse que eu deveria respeitar os estudantes. E eu disse: ‘vocês têm que me respeitar’”, conta Ziraldo.
Ziraldo diz que ficou “chateado”, porque tem um histórico de militância política. “Será que eles não entendem que eu sou da turma deles? Já protestei, já lutei muito”, afirma.
A manifestação tinha como integrantes alunos e professores da rede federal de ensino que pedem mais investimentos na educação e melhorias salariais."

GIBITECA
Mascotes de Londres-2012 estreiam em história em quadrinhos
Quadrinhos ganham espaço com nova Quadreca
Trabalho em Congresso: Tirinhas de Humor a imagem do profissional Bibliotecário nas histórias em quadrinhos
Prof. Natania Nogueira
natania.nogueira2010@gmail.com
http://www.gibitecacom.blogspot.com
http://www.historiadoensino.blogspot.com