3 de abr de 2012

CHOI EM BUENOS AIRES, DEPOIS DE MONTEVIDEU

O coreano Jin Woo Choi cuidou do departamento de Cartum Digital do SICAF, evento que premiou no ano passado o gaucho Rafael Correa e os finalistas William Martins (SP) e Daniel Ete (Campinas). Montou tambem, uma Expo paralela de brasileiros no Sicaf. Saiu do Sicaf e está trabalhando para a empresa que criou, o ICAFE, com exposições do francês Sempé e do japonês Osamu Tezuka.
Choi quer montar exposições com trabalhos representativos da cultura Latino-americana:
- Cartuns que mostrem os varios povos Latino-americanos, suas cidades, costumes e culturas para o povo coreano.
- Quadrinhos que mostrem a America Latina de 1900 aos dias de hoje (páginas avulsas datadas).
Panorama de suas viagens no Brasil, no Blog "Quadro a Quadro":
http://quadro-a-quadro.blog.br/?p=15014

CHOI NO FACEBOOK
Todas as fotos dele aqui:
http://www.facebook.com/truerain751

Nosso amigo, o coreano Choi, Jin Woo continua a correr pela America Latina.
Agora se encontra na Argentina. Amanhã (quarta-feira) as 18h00 tem encontro com os cartunistas Cesar da Col, Javier Hildebrandt, Fernando Dibuja, Sosa na Av.Corrientes com Av.Callao. O cartunista Sergio Mas viajou para Cordoba, para passar a Pascoa com a familia. Na quinta-feira, o encontro acontece com Jose Massaroli .
Acabei de saber por Cesar da Col que o Museu Severo Vaccaro, que abria todos os dias, agora apenas abre as quintas-feiras.
http://www.welcomeargentina.com/ciudadbuenosaires/museu-caricatura-severo-vaccaro.html




"O emblema do Museu da Caricatura Severo Vaccaro é uma cabeça de burro junto a um rei e foi criado pelo humorista e
historiador Siulnas. O museo da Caricatura nasceu no começo do século XX quase por casualidade na antiga casa de câmbio de moedas chamada Vaccaro localizada em Av. De Mayo 600. a amisade que unia a Severo Vaccaro com Eduardo Álvarez, conhecido caricaturista dessa época, fez ficar perto dos grandes desenhistas do momento e aí começou essa história que virou em museu com o passo dos anos. Os muros da Casa Vaccaro foram povoando-se de obras às que o tempo deu de presente o valor do reconhecimento e assim viraram um lugar de culto para os amantes das caricaturas. A sede capitalina de Lima 1037, onde funcionava o museu, inaugurou-se em 1981 graças a Luis Fernández Vaccaro (presidente da Fundação Severo Vaccaro) e ao historiador e humorista gráfico Oscar Vázquez Lucio, mais conhecido como Siulnas. Mas a fim da década de '90 a crise económica do pais obrigou ao museu a fechar as suas portas por três anos. A colaboração de Marcelo Niño, investigador do humor gráfico e da historieta, contribuiu à reabertura desse templo do humor."

Choi conheceu o "Boca" (bairro proximo ao estadio Boca Juniors) com Jasbleidy Salas.


No Espaço de Arte Contemporanea, Choi visitou a Mostra de Monica Rossi com sua musa, Jasbleidy Salas.


GUERRA DAS MALVINAS EM QUADRINHOS
http://archivohgo.blogspot.com.ar/2012/04/ernie-pike-en-malvinas.html
(Traduzido do Blog, por Bira Dantas)
A "Batallla de las Malvinas" foi uma HQ publicada em partes na revista FIERRO em 1984, do primeiro número ao sétimo, lamentavelmente incompleta. Com roteiro de Ricardo Barreiro e desenhos de Alberto Macagno, Marcelo Pérez, Carlos Pedrazzini e Chiche Medrano (entre setembro de 1984 e março de 1985).




Ricardo Barreiro, admirador de Oesterheld (roteirista preso e assassinado junto com suas filhas pela ditadura argentina), homenageia seu Mestre logo na terceira página, escrevendo a mão: "Respetuosamente a H.G. Oesterheld". Barreiro cria, como seu mestre, o personagem Ernie Pike como correspondente de guerra no Conflito das Malvinas. No melhor estilo oesterheldiano, não o faz protagonista da HQ. Mas o encaixa em quase todos os episodios, brevemente e como fundo da ação.
Não deixa de mencionar de forma direta o desaparecimento de Oesterheld durante a ditadura, quando o propio Ernie Pike pergunta por seu paradeiro no quarto episodio em dezembro de 1984.

LA HISTORIA DEL COMIC EN LA ARGENTINA
http://www.todohistorietas.com.ar/historia_argentina_1.htm
Se considera que la primera viñeta humorística publicada en Argentina fue "Viva el Rey", del año 1824, obra del Padre Francisco de Castañeda, quien poseía una Academia de Dibujo. Sin embargo, los primeros relatos gráficos publicados en la Argentina aparecen en los periódicos de sátira política recién a mediados del siglo XIX. Estos periódicos basaban su éxito en la publicación de caricaturas litográficas que, en general, eran observaciones costumbristas. En 1863 aparecería el periódico dominical "El Mosquito", considerada como la primera revista con humor político nacional. En "El Mosquito", que se publicaría hasta el año 1893, serían populares los dibujos de Henri Stein y las caricaturas de Meyer. Por otro lado, en 1884 llegaría la revista "Don Quijote", de Eduardo Sojo, que duraría hasta el año 1905, y en la cual se utilizaba la sátira política como ejercicio del periodismo de opinión.

CHOI NO URUGUAI
AL INTERIOR DE LA VIÑETA: UN VIAJE POR LA HISTORIETA URUGUAYA FUERA DE MONTEVIDEO
Exposição "Dentro do Quadrinho", viagem pelos Quadrinhos Uruguaios, fora de Montevideu.
Historietas uruguayas en el CCE
http://www.universidad.edu.uy/prensa/renderItem/itemId/26836
Esta exposición está dedicada a los creadores de historietas del interior del país. Estará abierta al público en el Centro Cultural de España (Rincón 629), entre el 16 de noviembre de 2010 y el 29 de enero de 2011.
Curadores: Matías Castro y Marcelo Sánchez.
Prácticamente todo lo que suena sobre el Noveno Arte en Uruguay proviene de la capital, por lo que se genera la falsa impresión de que lo único importante está allí. Sin embargo, en el interior del país hay creadores igualmente valiosos. En esta exposición se exhibe el trabajo de diez de ellos: Diego Fagúndez (Artigas), Roberto Poy (Maldonado), Edgar Machiavello (Salto), Matías Soto (Tacuarembó), Francisco Ribeiro (Maldonado), Alberto Meneses (Rivera), Luis Haro (Canelones), Christian Duce (Colonia), Lisandro Di Pasquale (Colonia), Oscar Scotellaro (Paysandú).
Centro Cultural de España (Rincón 629)

E na casa de Osvaldo em que foi hospedado, Choi encontrou o folheto do evento promovido por Historietas Uruguaias!
http://www.montevideocomics.com.uy/
Montevideo Comics es una organización dedicada al desarrollo de la historieta, la animación y otras actividades afines.

Exposição alusiva aos "Supers" no Espaço de Arte Contemporanea de Montevideu.


Na Livraria Puro Verso, pode se encantar com a quantidade de livros. Assim como em Buenos Aires, Montevideu possui centenas de paraisos para qualquer aficcionado por literatura em papel.



Lecturas Comics, agradavel livraria de Historietas ou Comiqueria como chamam...



Com Matias Castro, gerente da loja. Ainda não sabemos seu grau de parentesco com os cubanos Fidel e Raul...



CHOI EM POA
Ultimos dias entre gauchos, com o ilustrador Pedro Alice.

Com os cartunistas Santiago, Bier e Rafael Correa.


I FÓRUM NACIONAL DE PESQUISADORES EM ARTE SEQUENCIAL EM LEOPOLDINA (MG)

Abertas inscrições para concurso de histórias em quadrinhos
Os doze trabalhos de Hércules em quadrinhos
III SEMINÁRIO SOBRE QUADRINHOS, LEITURA E ENSINO - FOTOS
Prof. Natania Nogueira
natania.nogueira2010@gmail.com
http://www.gibitecacom.blogspot.com

ALELUIA DIGITAL

O "Santa Maria Cheia de Graça" vai aceitar trabalhos via internet!
A partir de amanha leia no site.
http://www.santamariacheiadegraca.blogspot.com.br
Novo regulamento, contendo novos prazos e o aceite de trabalhos (e condições) via internet.
Acesse e saiba tudo sobre o Santa Maria Cheia de Graça - Salão de Humor do Mercosul.
Chili Produções Culturais
Produção Executiva.
http://www.chilism.com.br