21 de fev de 2012

COQUETEL DE INAUGURAÇÃO DA NOVA LIVRARIA HQMIX EM SAMPA

DIA 24
FEVEREIRO
SEXTA-FEIRA
19:00


HQMIX LIVRARIA
RUA TINHORÃO Nº 124
VILABOIN - HIGIENÓPOLIS – SÃO PAULO - SP
[REFERÊNCIAS: TRAVESSA DA RUA ALAGOAS, EM FRENTE À FAAP, AO LADO DA LOJA DA KOPENHAGEN e PERTO DO ESTÁDIO DO PACAEMBU ]
TEL (11) 3259 1528
Não deixe de prestigiar!!
Veja no mapa como chegar:


CONVIDAMOS TAMBÉM PARA O LANÇAMENTO DO SKETCHBOOK "SÃO PAULO" DE FLOREAL
http://florealandrade.blogspot.com/


PARQUE GLAUCO EM OSASCO

GLAUCO VILAS BOAS, o Parque.
Rice Araujo avisa:
"Acabo de me encontrar com o secretário de cultura de Osasco
e conversamos rapidamente sobre a inauguração do Parque Glauco.
Ele está bem disposto a ajudar a fazer do parque um espaço para o
cartum e para o humor gráfico.
Além dele e do prefeito vão estar presentes também a Ministra da
Cultura e o secretário de meio ambiente que era amigo pessoal do
Glauco e da família (e idealizador do parque), por isso acho que é uma
ótima oportunidade para apresentar vocês e quem sabe montarmos um
salão Glauco de Humor ou pelo menos conseguirmos apoio para
iniciativas futuras como workshops."
http://www.osasco.sp.gov.br/InternaNot.aspx?id=5199
"Dia 25 de fevereiro, no primeiro sábado da quaresma, as 5 da tarde, o prefeito de Osasco entrega ä população o Parque Ecológico Glauco Vilas Boas, aqui, aos pés do Céu de Maria, no lago do Jardim Tres Montanhas. Compartilhe, divulgue e participe. Contamos com sua presença para acontecer uma linda festa."
http://incaenmapia.blogspot.com/2012/02/25-fevereiro-2012-5pm-parque-ecologico.html

CICLOS NO MIS CAMPINAS: CINEMA POLONES E FESTIVAL CURTA CLARO

http://miscampinas.com.br/index.php
Museu da Imagem e do Som – Campinas - São Paulo
Palácio dos Azulejos
Rua: Regente Feijó, 859 - Telefone: 3733.880
Programação sujeita a alterações
Entrada Franca (40 lugares)
Curadoria: “Casa Redonda”
Dia: 25 / 02 / 12 (sábado) - 19h30min – Debate após a Exibição.
Exibição de vídeos de 30 a 90 segundos feitos a partir de celulares,
webcams, câmeras fotográficas digitais ou outros dispositivos móveis
premiados na I e II Edição do Festival Nacional de Curtíssima Metragem
Claro Curtas, valorizando talentos e uma nova geração de criadores que
produzem e compartilham vídeos por meio das novas tecnologias
digitais. Duração: 90 minutos

VELTA 2012
(Emir Ribeiro)
emir.ribeiro@gmail.com
"É uma edição para quem gosta de nostalgia, e dos bons tempos de
empolgação e inocência nos quadrinhos (se bem que Velta jamais foi
inocente... Rs).

A capa (acima) é uma pintura feita por mim, em 2005... e ficou todos
esses SETE anos esperando a melhor oportunidade de ser publicada.
No verso da capa frontal, a página 2, os leitores neófitos (ou quem
perdeu alguma) terão lista completa das edições anteriores ainda
disponíveis para venda. Aproveitem.
A página 3 abre a edição com um desenho da Velta, inédito, do Edi
Guedes, um paraibano agenciado pelo Estúdio Rascunho, que está
mostrando sua arte em algumas editoras estadunidenses. A tinta sobre o
lápis de Edi Guedes, foi minha.
A 1ª HQ da edição - "PAU DE ARARA" - já teve uma 2ª versão publicada
na "Impacto fabricado no Brasil" nº 2, editada no final dos anos 90,
por Gabriel Rocha. Esta versão recente, foi desenhada em 2002, ainda
no auge da influência das exigências dos editores estadunidenses, para
os quais eu ainda trabalhava. O roteiro se situa, cronologicamente,
alguns dias após o primeiro caso de Velta, resolvido junto com o
detetive Gilberto Gomes (e publicado em VELTA 2009, na HQ
"Detetives"), e mostra uma Velta nos seus tempos iniciais, ainda sem
um "nome de guerra", e uma quase desconhecida.
Em seguida, o texto ilustrado "INDO BEM NAS ORIGENS" detalha sobre os
primeiros tempos da loura gigante nos jornais paraibanos dos anos 70.
De quebra, também: algumas piadas do SABIDO, da época.
"CURIOSIDADES DAS PRIMEIRAS HISTÓRIAS" é outro texto ilustrado que
comenta sobre as HQs desta edição, com enfoque nos fatos daquele
momento, inclusive relatando o que era exibido nas TVs, teatros e
cinemas, e cujas divulgações estavam no derredor das tiras da então
Welta, publicadas pelos jornais, nos cadernos de cultura e
entretenimento.
"A AMEAÇA NOTURNA", série de tiras iniciadas em 01 de agosto de 1975,
no jornal "A União", mostra nossa loura preferida às voltas com um
zumbi que era imune aos seus raios de energia.
"SEM ENERGIA", série publicada semanalmente, em meias-páginas, no hoje
extinto jornal "O Norte", a partir de 03 de agosto de 1975, encontra
nossa loura gigante sem seu poder, fazendo verdadeiras loucuras, e
enfrentando perigosos empresários/financistas assassinos.
"BONECOS VIVOS" é uma série de tiras cronológica e imediatamente
antecedente à "Sem energia" que, mesmo produzida por volta de 1975, só
foi publicada em 1977. A então Welta, junto com a Garota-de-Borracha
penaram para vencer bonecos de cêra animados, criados pelo cientista
louco Dr. Ozéas.
GAROTA DE BORRACHA - O INÍCIO é 1º capítulo escrito, ilustrado com
desenhos de várias épocas, sobre a quarentona personagem.
"SUPERNOVAS - 1 ANO APÓS CRIADA, VELTA JÁ ERA MÃE" é outro texto
ilustrado, seguido da HQ "WELTA E AS SUPERNOVAS" (tiras de 1976), que
detalha sobre as futuras filhas gêmeas da heroína. E o mais curioso...
no cálculo feito na época para essa projeção futurista, consegui
acertar a data de um calendário do século XXI (ver quadro 1 da tira 9,
página 57 desta edição).
"A QUADRILHA DO CAOLHO" é sequência imediata a outra HQ publicada na
edição "Homem de Preto 2009", causadora de grande rebuliço em 1976,
quando Velta, encurralada por um bandido, abaixou a calcinha para
distrair e prender o meliante. Na época, a 1ª dama do Estado da
Paraíba fez uma reclamação ao jornal...
A última capa conta com desenho inédito do Ricardo Jaime, colorido por
Alzir Alves, ambos do Estúdio Rascunho.
PARA COMPRAR
Preço de lançamento da VELTA 2012, válido até 31 de março de 2012:
R$ 12,00 . Após 31/03/2012, passará para R$ 16,00. Aproveitem.
Para comprar, depositem R$ 15,00 (revista + porte) na Caixa Econômica
Federal (ou qualquer casa lotérica), para a agência 0548, operação
001, conta nº 747-0

LAERTE ARRASA NO RODA VIVA

"Não me contive, não me detive e tive de fazer.
O Laerte tá arrasando. Daqui a pouco todos os cartunistas vão querer se vestir de mulher.
Menos eu!!!!!
Abraço"
Xavi
http://www.xavi.com.br

LANÇAMENTOS DO DANILO MARQUES

De 2009 a inicio de 2011 semanalmente eu enviava aos amigos, colegas, parceiros e amigos clientes uma felicitação de "Boa semana", ilustrada com um desenho inédito para a ocasião seguindo a comemoração da semana ou eventualmente um trabalho já conhecido que eu queria divulgar, meu ou de um colega.
Para receber, envie mensagem para:
contato@danilomarques.com.br
Para ver os ultimos lançamentos, acesse o site:
http://www.danilomarques.com.br
- Eu escrevo com pinturas
- Num idioma de figuras
- Aprendido na reinação;
- Minhas linhas são estranhas
- Pra evitar confusão tamanha
- Chamaram de ilustração

II COMICON AMAZONIA
http://www.amazoniacomicon.blogspot.com/

Entre 25 e 29 outubro de 2011, Belem do Para foi palco para os Quadrinhos, como podemos ver no Diario do Para:
http://diariodopara.diarioonline.com.br/N-139898-AMAZONIA+COMICOM+ANIMA+CENA+DE+QUADRINHOS+EM+BELEM.html
... e no Zine Brasil:
http://zinebrasil.wordpress.com/2011/08/17/amazonia-comicon-2011/
O homenageado foi o Mestre Jayme Cortez, com uma bela exposição:
http://www.guiart.com.br/noticias_interna.php?id=1493&cat=DIV
http://hqpoint.blogspot.com/2011/08/amazonia-comicon.html

HOMENAGEADO DE 2012: JOSE LANZELLOTTI
http://jussaralanzellotti.blogspot.com

"Lanzellotti nasceu em 21 de julho de 1926 em São Paulo, filho de Bartholomeu Lanzellotti e Filomena Del Ré. Na introdução, texto de apresentação do fotolog, a Jussara diz: “Meu amado pai. Um homem que já nasceu com um dom, autodidata, e batalhador desde sua infância. De Ilustrador, a Escultor, de pesquisador a desenhista de adereços cinematográficos. Seus primeiros trabalhos brotaram ainda criança e eram feitos à base de palito de dente, desfiado no lugar de um pincel, e pasmem: escondidos, por temer a concepção do seu pai, que achava a arte um oficio banal. Contudo, os empecilhos naturais não o impediram que mais tarde, ele viesse a ser, um dos mitos da arte brasileira…”
http://fotolog.terra.com.br/joselanzellotti
http://www.nostalgiadoterror.com/quem_e_quem.html

Luiz Claudio Negrão, um dos criadores do evento, lançou a campanha pela criação do Museu dos Quadrinhos na Amazônia e convidou a AQC para exposição especial na ComiCon.
E ainda estuda a possibilidade de convidar artistas do Manhwa Coreano para o Festival, que aquece sua programação com a "Invasão Cosplay":

PONTO DE FUGA E OS QUADRINHOS EM BELEM
http://hqpoint.blogspot.com/2011/08/amazonia-comicon.html
"O fato da realização do I Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos de Belém, organizado pelo grupo de quadrinistas Ponto de Fuga marcou história na Casa da Linguagem em 1992, espaço da Fundação Curro Velho que durante um bom período foi o local de referência do grupo, onde aconteciam as clássicas reuniões dos sábados a tarde, a galera vinha de longe, alguns até a pé. Mas afinal valeu a pena, ter ou ser de um grupo de quadrinistas, principalmente em Belém do Pará? Talvez esteja enganado mas ainda acredito que sim! A necessidade de se associar e de compartilhar idéias, de viver ou pelo menos ter que conviver com outros de sua espécie. E por mais que tenha passado a fase adolescente dos jovens que um dia fizeram parte dele , acredito que como todo com personagem , sempre pode ser revivido, reformulado, recomposto e com certeza ainda vai dar muito o que falar no mundo dos quadrinhos.
Passados 20 anos, muitos cráss, bruns, zásss... é hora de reunir novamente os muitos jovens que fazem parte da história do quadrinho paraense e nada melhor que realizar o Amazônia Comicon Festival Internacional de Histórias em Quadrinhos e Cultura Pop, evento comemorativo aos 20 anos de criação do grupo e do fanzine. Voltar a realizar eventos de HQs como nos tempos da formação clássica do grupo, retomar parte desse movimento e conquistar outros para o fantástico mundo das hqs, ainda está na ordem do dia, pois muitos dos que fizeram parte do grupo Ponto de Fuga e outros artistas das HQs locais do período ainda são árduos defensores do quadrinho nacional e da linguagem das histórias em quadrinhos, seja no campo da educação, da publicidade, do cinema, da arte em geral, como também é hora de conhecer e reconhecer os novos talentos que estão produzindo a todo vapor a Arte sequêncial em nossa cidade."
Luiz Cláudio Martins Negrão
PONTO DE FUGA